top of page

Produtização: uma revolução silenciosa nos serviços


Produtização

A produtização tem sido uma estratégia adotada por empresas visionárias para transformar serviços tradicionais em ofertas mais tangíveis e escaláveis.

Mas, o que exatamente é a produtização e por que ela é tão relevante?


O Conceito de Produtização

Produtização refere-se ao processo de transformar serviços em produtos padronizados. Em vez de oferecer soluções personalizadas para cada cliente, a empresa cria um "produto" com características e benefícios claramente definidos, que pode ser oferecido de forma consistente.

Benefícios da Produtização

  • Escalabilidade: serviços produtizados são replicáveis, permitindo atender mais clientes sem aumentar proporcionalmente os recursos.

  • Previsibilidade: ao padronizar serviços, as empresas podem prever melhor os custos e receitas, facilitando o planejamento financeiro.

  • Eficiência: minimiza a necessidade de customização, economizando tempo e recursos.

  • Diferenciação: em um mercado saturado, a produtização pode ser um diferencial, oferecendo soluções únicas e consistentes.

  • Acessibilidade: vários setores podem se beneficiar ao tornar seus serviços mais acessíveis e compreensíveis para um público mais amplo.

Exemplos Práticos

Uma empresa de design que tradicionalmente oferecia projetos personalizados pode começar a oferecer pacotes de design padronizados para diferentes setores, como restaurantes, lojas de varejo ou startups. Cada pacote pode incluir elementos específicos, como logotipos, paletas de cores e templates de mídias sociais.

Outro exemplo pode ser uma consultoria de gestão que oferece pacotes de treinamento em liderança, com módulos específicos, materiais de apoio e uma escala progressiva de preços, dependendo da profundidade e abrangência do treinamento.

Como Implementar a Produtização

  1. Identifique Serviços-Chave: selecione serviços com demanda consistente e que possam ser padronizados.

  2. Analise a Jornada do Cliente: entenda as necessidades, desafios e pontos de contato do cliente com o serviço que será produtizado.

  3. Defina o Escopo: estabeleça claramente o que está incluído e o que não está. Utilize critérios como demanda de mercado, expertise interna, feedback de clientes anteriores e, crucialmente, identifique o que torna seu serviço único em comparação com a concorrência.

  4. Estabeleça uma Escala de Preços: adote um padrão de níveis para seus preços, como "Bronze", "Prata", "Ouro" ou similar, cada um refletindo diferentes graus de complexidade e valor agregado.

  5. Treine e Prepare a Equipe: garanta que toda a equipe esteja bem treinada e preparada para essa nova abordagem.

  6. Onboarding de Clientes: desenvolva um processo claro e eficiente para integrar novos clientes ao modelo produtizado, garantindo que eles compreendam e obtenham o máximo valor do serviço.

Ao considerar a produtização, é essencial começar pequeno. Escolha um ou dois serviços para transformar em produtos, aprenda com a experiência, ajuste conforme necessário e, em seguida, escale progressivamente. Esta abordagem permite que as empresas testem e refinem seu modelo antes de fazer um compromisso maior.


E, à medida que o mercado continua a evoluir, aquelas empresas que adotam e se adaptam rapidamente à produtização, estarão melhor posicionadas para prosperar.


Entre em contato para conhecer como o meu trabalho como Mentor C-Level poderá acelerar as competências dos seus líderes, aprimorar processos e ampliar seus resultados. Conheça a Felippa Mentoring, clicando neste link, ou escreva para contato@felippa.com, será um prazer ajudar com seus desafios e oportunidades.

Comments


Assine
bottom of page