top of page

Os grupos de apoio para profissionais e para líderes são de fato efetivos?


Recentemente escrevi um artigo sobre o poder do networking e os seus benefícios no contexto profissional. E me ocorreu que poderia ser útil expandir esse assunto, sob o ângulo de “grupos de apoio”.


Antes de mais nada, esclareço o que eu quero dizer com “grupos de apoio”: são pessoas que se juntam e se organizam com o objetivo de se ajudarem mutuamente a avançar em direção a objetivos comuns entre elas. Há exemplos nos mais diversos âmbitos da vida: grupos de ajuda a estudantes, sobre saúde, esportes, para apoio social, para temas e talentos específicos, etc. Neste artigo de hoje eu focarei especificamente no contexto dos negócios, da liderança e de carreira.


Os tipos de grupos que vejo se formam usualmente em torno de um tema ou área específica (ex. Marketing, RH, P&D, ESG, A.I.), de um segmento de mercado (ex. Agribusiness, Fintech), de um nível ou fase profissional (ex. C-Levels, profissionais buscando jobs, startups pre-funding, etc.).


Grupos de apoio no mundo dos negócios podem ser extremamente valiosos para acelerar carreiras e negócios, aprender novos skills, fazer conexões, compartilhar informações, obter dicas e indicações, desenvolver conjuntamente um projeto, atacar desafios ou oportunidades, e com isso acelerar os resultados individuais, das equipes e do negócio.


Mas se os grupos de apoio são de fato tão benéficos, porque ainda há muita gente que não participa de nenhum? Eu vejo barreiras que costumam girar em torno de preconceitos e vieses negativos, frequentemente equivocados, do tipo: “eu não preciso disso”, “não acredito que isso funcione”, “são só pessoas querendo se autopromover", e o tradicional “eu não tenho tempo para isso agora”.


Minha provocação é que você experimente participar de pelo menos um grupo onde exista um bom alinhamento com o seu próprio propósito, e que você se dê a oportunidade de testar e avaliar os benefícios, afinal, que é o pior que pode acontecer? E hoje esse teste fica ainda mais fácil, com inúmeros grupos de apoio acontecendo de forma online ou híbrida.


Para ajudar, compartilho alguns critérios que julgo importantes que você analise antes de ingressar em um grupo de apoio orientado ao seu negócio ou à sua carreira:

  • Alinhamento: Os temas, objetivos, reputação e cultura do grupo são bem alinhados com os seus? Vale conversar com alguns participantes para conhecer como tem sido as suas experiências naquele grupo.

  • Benefícios: Você sabe o que poderá obter (e o que não) como benefício, ao participar do grupo? Boa parte das frustrações que vejo decorrem de falsas expectativas sobre o que o grupo irá aportar para o seu negócio ou para a sua carreira.

  • Tamanho: Grupos maiores tendem a oferecer uma maior diversidade de perspectivas e aprendizados, mas o contraponto é a maior dificuldade de interação personalizada e uma perspectiva mais aprofundada. Vale analisar qual modelo faz mais sentido para o seu caso e o seu momento específico.

  • Processo: Você sabe e está de acordo com o que se espera de você, em termos da sua participação e suas contribuições para o grupo? A participação é presencial ou online? Com que frequência? Você está ok com essas demandas e esse formato?

  • Investimento: Me refiro tanto a um possível custo financeiro, quanto ao investimento de tempo e de energia que você precisará fazer, o que pode variar bastante dependendo do grupo.

Para encontrar grupos que possam ser mais relevantes, faça suas buscas na internet, nas redes sociais, no seu network, busque dicas, referências e experiências entre amigos e conhecidos, mas não se perca nesta fase de busca: ao final, o que vale é a sua experiência pessoal, então não demore para testar e avaliar as opções.


E para inspirá-los, aproveito para compartilhar que estou liderando um grupo de apoio entre executivos, em um modelo chamado Vistage. A Vistage é uma multinacional que há 65 anos reúne donos de empresas e altos executivos, para o assessoramento entre pares. O foco é em apoiar as melhores decisões e o desenvolvimento empresarial, profissional e pessoal, em reuniões mensais onde se analisam de forma confidencial os desafios e oportunidades dos empresários, encontrando soluções através da diversidade de conhecimentos e experiências dos participantes.


Quer conhecer e eventualmente considerar se faria sentido para você participar de um grupo Vistage? Me escreva no email contato@felippa.com e compartilharei mais detalhes.


Comments


Assine
bottom of page