top of page

Aumente a eficiência da sua equipe, aplicando os 7 níveis de delegação


7 niveis de delegacao

A delegação eficaz é uma das habilidades mais importantes para todos os líderes. Seus benefícios são significativos e impactam positivamente toda a equipe: maior eficiência e produtividade, desenvolvimento de competências e crescimento profissional dos colaboradores, liberação de tempo para atividades mais estratégicas, fortalecimento da motivação e engajamento da equipe.



Um modelo de delegação simples e eficaz é o chamado “7 níveis de delegação”, que eu conheci quando realizei uma certificação em Management 3.0 (M3.0).


Para quem ainda não ouviu falar do M3.0: é um mindset baseado na ideia de que 95% do desempenho de uma organização é resultado do sistema como um todo, em vez de depender apenas de indivíduos isolados.


Dessa forma, o M3.0 sugere diversas soluções sistêmicas para uma liderança mais eficaz, compostas por diversas ferramentas, jogos e práticas, em contínua evolução. Para mais detalhes recomendo visitar o site management30.com.


Voltando aos 7 níveis de delegação propostos pelo M3.0, compartilho abaixo sugestões para que vocês possam experimentar esse modelo prático no seu próprio trabalho. Detalhando os 7 níveis:

  1. Dizer: O primeiro nível de delegação é simplesmente dizer a alguém o que e como fazer algo. Este nível é apropriado quando a tarefa é simples e a pessoa que a executa tem pouca experiência ou conhecimento do assunto. Por exemplo, explicar a um novo colaborador como acessar a intranet. Neste primeiro nível, é importante ser claro e conciso nas instruções, e acompanhar para garantir que a tarefa foi concluída com sucesso.

  2. Vender: É quando o líder explica por que uma determinada tarefa é importante e por que ela deve ser realizada de uma determinada maneira. Isso ajuda os membros da equipe a se sentirem mais engajados, a entender o contexto geral, e a importância da tarefa. Por exemplo, explicando a um grupo porque a implantação de um novo software será importante para a sua maior eficiência.

  3. Consultar: Nesse nível, os gestores pedem aos membros da equipe suas opiniões e feedback sobre uma tarefa específica. No entanto, a decisão sobre como proceder ainda cabe ao líder. Este é um bom nível para usar quando os membros da equipe têm conhecimentos e experiências relevantes para contribuir, mas podem não estar totalmente confiantes para executar a tarefa por conta própria. Por exemplo, convidar uma equipe para uma sessão de brainstorming sobre um novo produto ou uma nova campanha de marketing.

  4. Concordar: Aqui os gestores e membros da equipe chegam a um acordo sobre como proceder. Este é um bom nível para usar quando uma tarefa é mais complexa e requer um maior esforço de equipe, para ser concluída. Ao delegar neste nível, é importante ter a mente aberta e estar disposto a ouvir uma variedade de ideias para depois chegar a um consenso. Por exemplo: cocriar um plano de vendas e KPIs para uma divisão da empresa.

  5. Aconselhar: No quinto nível, o gestor permite que os membros da equipe assumam a liderança da tarefa, permanecendo disponíveis para consulta, se necessário. Se desejado, o gestor poderá passar algumas instruções e guias genéricas, high-level. Este é um bom nível para quando os membros da equipe são mais experientes e autônomos. Por exemplo, na maioria das situações usuais no serviço de atendimento a clientes (SAC).

  6. Perguntar: Neste nível, os membros da equipe assumem a liderança da tarefa, mas o gestor ainda deve ser informado sobre o progresso que está sendo feito. Este nível é apropriado quando a tarefa é complexa e desafiadora, e o gerente precisa de atualizações regulares, podendo assim fornecer orientação ou suporte. Por exemplo: a equipe de design está trabalhando na arte de uma nova embalagem ou produto.

  7. Delegar: Por fim, no nível sete, os membros da equipe recebem controle total sobre uma tarefa e o gestor está presente apenas para apoiá-los se for necessário. Esse nível é melhor usado para projetos que exigem trabalho em equipe e colaboração significativos e quando os membros da equipe têm um nível comprovado de conhecimento e especialização na área que está sendo delegada. Por exemplo: uma equipe de marketing com autonomia para desenvolvimento e implementação do evento para lançamento de um novo produto.

Em resumo, os “7 níveis de delegação" fornecem um modelo simples e prático para orientar líderes e gestores na definição e na comunicação do nível ideal de delegação para cada tarefa, com base na sua complexidade, e no nível de habilidade dos membros da equipe.


Escolher o nível apropriado de delegação ajuda a desenvolver e construir confiança entre os membros da equipe, resultando em melhores resultados para todos. Experimente!

 

Conte com o apoio de um mentor C-Level com 32 anos de experiência, para otimizar as suas decisões, processos e resultados. Conheça a Felippa Mentoring: clique neste link ou escreva para contato@felippa.com, será um prazer poder ajudar com os seus desafios e oportunidades.

Comments


Assine
bottom of page