top of page

O poder do BOSPO para decisões dinâmicas


Você já ouviu falar do acrônimo BOSPO?


Inspirado na Sociocracia e abordado no livro Liftoff, o BOSPO, que significa Bom O Suficiente Por Ora, representa uma forma de trabalho pragmática que pode simplificar muito a maneira como tomamos decisões e enfrentamos os desafios diários em um mundo empresarial cada vez mais dinâmico.


Ao adotarmos o princípio do BOSPO, estamos reconhecendo que as decisões não precisam ser perfeitas ou finais. Em vez disso, elas devem ser suficientes para a situação atual e seguras o suficiente para serem implementadas sem riscos significativos. Essa abordagem nos permite responder de forma ágil e flexível às demandas do mercado, promovendo a adaptabilidade e a aprendizagem contínua.


Imagine uma equipe enfrentando um problema complexo. Ao invés de buscar a solução perfeita, o líder orienta a equipe a encontrar uma solução que seja boa o suficiente para o momento presente e segura o suficiente para ser implementada imediatamente. Isso não apenas acelera o processo de resolução de problemas, mas também permite que a equipe aprenda com a experiência e se ajuste conforme necessário.


Uma das vantagens do modelo BOSPO é sua capacidade de equilibrar, de forma dinâmica, a tradicional equação entre prazo, qualidade e custo, maximizando o output da equipe. Isso significa que nem todas as decisões precisam ser meticulosamente planejadas ou executadas com perfeição; o importante é encontrar uma solução que atenda às principais necessidades do momento e permita um progresso contínuo.


Aplicar o princípio do BOSPO não requer uma mudança radical na essência da equipe. Pelo contrário, trata-se de aproveitar as fortalezas individuais e coletivas de forma ágil e menos perfeccionista. Isso pode significar encorajar a experimentação, aceitar o fracasso como parte do processo de aprendizagem e valorizar a adaptabilidade em face da incerteza.


Para adotar eficazmente o BOSPO, mantendo sua simplicidade, recomendo cultivar um ambiente de confiança e colaboração, onde os membros da equipe se sintam confortáveis em compartilhar ideias e assumir riscos calculados. É fundamental também priorizar a comunicação transparente e aberta, garantindo que todos entendam os objetivos e o contexto por trás das decisões, e manter-se aberto ao feedback e às sugestões da equipe, reconhecendo que a sabedoria coletiva pode levar a soluções mais criativas e eficazes.


Embora a filosofia do BOSPO possa trazer benefícios rapidamente, as equipes podem enfrentar alguns desafios como a resistência à mudança, medo do julgamento por soluções não perfeitas, e dificuldade em definir o critério de "bom o suficiente".


Para ajudar, seguem 5 dicas práticas para implementar o BOSPO na sua equipe:

  1. Defina claramente os critérios para "bom o suficiente" e "seguro o suficiente".

  2. Promova uma cultura de feedback construtivo, onde erros são vistos como oportunidades de aprendizado.

  3. Estabeleça momentos regulares para revisão e ajustes das decisões tomadas, encorajando a melhoria contínua.

  4. Incentive a equipe a compartilhar aprendizados e insights derivados da aplicação do BOSPO.

  5. Celebre as pequenas vitórias e o progresso, reforçando a importância da agilidade e adaptabilidade.


Ao implementar essas práticas, vocês poderão ampliar sua cultura de autonomia, inovação, resiliência e crescimento, mesmo em face às mudanças constantes do mercado.


E você, quais outras dicas tem para compartilhar sobre como um líder pode ser ainda mais eficaz no dia a dia? Compartilhe seus insights e experiências nos comentários.


Comments


Assine
bottom of page