top of page

Mentoria, consultoria ou coaching: qual é o mais indicado para você?

Administrar empresas e liderar equipes são trabalhos cada vez mais desafiadores. As mudanças estão ficando mais rápidas, imprevisíveis e inusitadas, e os problemas cada vez mais complexos e interconectados. Neste contexto, o suporte de profissionais experientes, sejam eles mentores, consultores ou coaches, é extremamente valioso e traz resultados significativos, com um ROI comprovado. Mas quais são as características e as principais diferenças entre mentores, coaches e consultores? Qual será o modelo mais indicado para a sua situação específica? Embora haja certas similaridades, as formas de trabalho e os tipos de resultados podem ser bastante diferentes. Neste artigo eu descrevo esses 3 modelos de apoio profissional muito eficazes. Comecemos por algumas definições simples, para ajudar: 1. Mentoria (Mentoring) O mentoring é um programa de conversas estruturadas e frequentes, nas quais um mentor experiente transmite os seus conhecimentos e técnicas ao mentorado, de uma forma customizada, prática e eficaz. O mentor usualmente é um profissional bem-sucedido que compartilha a sua extensa experiência e as vivências adquiridas ao longo da sua carreira, com o objetivo de resolver problemas, desenvolver novas capacidades, e acelerar oportunidades profissionais do mentorado. O mentoring frequentemente é realizado de forma individual, mas pode também ser feito em grupos de trabalho em que os participantes estejam enfrentando desafios profissionais similares. 2. Coaching Em contraste com o mentoring, o coaching foca em ajudar as pessoas a encontrarem recursos próprios dentro de si mesmas, para com isso obterem a transformação desejada, e é conduzido através de conversas recorrentes. O coach deve preferencialmente ter formação e experiência na arte e nas ferramentas de coaching, mas não precisa ter conhecimentos técnicos ou vivência na área-problema específica do cliente. O coaching é um processo de cocriação e aprimoramento contínuo, em que o sucesso depende muito da abertura e parceria entre cliente e coach, e que busca inspirar e orientar o cliente para maximizar o seu potencial pessoal. 3. Consultoria (Consulting) Finalmente, na consultoria as “soluções” são fornecidas por especialistas, que se utilizam de metodologias e ferramentas específicas para cada projeto, e que são usualmente realizadas em uma escala maior, envolvendo mais pessoas e com uma maior frequência de interação do que na mentoria ou no coaching. Os projetos de consultoria normalmente surgem a partir de um “brief” do cliente, têm alta intensidade, uma duração pré-alinhada, e os consultores geralmente são reconhecidos especialistas naquele tipo de “problema” do cliente. Minha intenção aqui não é de gerar polêmica sobre essas definições. Todos esses modelos são riquíssimos e eficazes, e na prática é comum que eles se sobreponham um pouco. Meu principal objetivo aqui é de ajudá-los na análise do modelo mais apropriado para a sua situação. Para resumir de forma comparativa esses 3 modelos, criei a tabela mais abaixo. Reforço que as diferenças apontadas não são radicais, do tipo “preto ou branco”, e que na prática há vários “tons de cinza” entre eles. Espero que este artigo possa inspirá-los a buscarem suporte de profissionais experientes, no formato que melhor se adequar à sua situação. Se desejarem conhecer os meus serviços de mentoria C-Level, com métodos próprios e embasados em mais de 30 anos de experiência como executivo e mentor, cliquem nos botões no rodapé ou no menú no início desta página. Será um prazer contribuir nos seus desafios profissionais.




Comments


Assine
bottom of page